Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

 
Por Manuela Damasceno
 
Dona Fernandina Nunes da Silva, 56 anos, era vendedora de acarajé e sempre sonhou em ser costureira, mas nunca teve condições financeiras para fazer um curso profissionalizante. Com a oportunidade oferecida pelo Projeto Formação Profissional – FPSSA, em parceria com o Senai – Cimatec, dona Fernandina e outras moradoras de bairros periféricos de Salvador estão podendo se qualificar e aprender técnicas de confecção de peças do vestuário, através do curso de corte e costura, realizado na sede da Cooperativa Colibris, no Bairro da Paz. 

A qualificação, com carga horária de 220 horas, permite que jovens e mulheres possam entrar no ramo utilizando métodos adequados de trabalho. O instrutor de vestuário do Senai, Ariston Pereira, destaca que os participantes do curso aprendem métodos de costura, permitindo a organização de espaço e otimização do tempo. Aprendem ainda a fazer gráficos de papel, tecido e simulações, melhorando a coordenação motora, além de controle do pedal e psicomotricidade. Noções de corte e outras técnicas de modelagem de roupas também serão ensinadas aos beneficiários do projeto FPSSA, possibilitando a produção de camisa social, bermuda surf, camisa, esporte, saia jeans e colete. 

“Já faço consertos de roupas dos meus filhos e outras pessoas que me procuram, mas agora tenho conhecimento teórico e prático, terei um certificado e poderei trabalhar de forma profissional”, salientou Fernandina. Após o curso, os beneficiários estarão aptos a trabalharem em empresas de fardamento com tecido plano, vendas autônomas e com reformas de roupas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]