Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

No Dia Nacional do Trânsito, neste domingo (25), uma pesquisa mostra a importância da qualidade do sono do motorista. Dados da Associação Brasileira de Medicina e Tráfego (ABRAMET) apontam que sono e cansaço representam 60% dos acidentes de trânsito do país.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, no ano passado, ocorreram 4.056 acidentes de trânsito nas estradas brasileiras cuja causa presumível foi dormir ao volante. Destes, 328 foram fatais e 835 resultaram em feridos graves.

De acordo com a OMS, a nível mundial, cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem nestes tipos de acidente. “A privação de sono e alguns distúrbios, como ronco e apneia, provocam sintomas como sonolência diurna excessiva, falta de atenção, dificuldade de concentração e alterações de humor. É preciso dormir com qualidade para preservar as funções cognitivas, motoras e perceptivas”, esclarece Kenya Felicíssimo.

Dados da Fundação Nacional do Sono mostram que a insônia aumenta em 250% o risco de acidentes de trânsito; em caso de apneia, esse risco é elevado para 700%. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]