Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Marcos Clay, um membro do Conselho Federal de Administração (CFA), órgão responsável por regularizar os profissionais de administração do Brasil, usou a própria rede social para fazer uma postagem racista contra a goleira da Seleção Brasileira de futebol feminino, Bárbara Micheline. "Eu odeio preto, mas essa goleira do Brasil tinha chance", escreveu ele. 

Momentos depois, o mesmo fez uma postagem dizendo se tratar de uma brincadeira. "Foi uma brincadeira de mau gosto, até já tirei o post. Uma brincadeira que infelizmente algumas pessoas se ofenderam, mas não era minha intenção. Tanto é que minha esposa é negra, todo mundo sabe disso. Quem me conhece sabe que eu não sou racista, tenho vários amigos que são negros, não tenho problema com isso", afirmou Clay na retratação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]