Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]


Texto e Fotos:  Edinei Dantas

A produtividade das unidades policiais e ações criminosas da Região Integrada de Segurança Pública Atlântico – Risp/Atlântico - foram analisadas na manhã desta sexta-feira (1º), em reunião ocorrida no auditório da SEAGRI, no CAB. O encontro reuniu o secretário de segurança pública, Maurício Barbosa, o comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, demais autoridades da SSP, comandantes das unidades da Polícia Militar do CPRC-Atlântico e delegados da Polícia Civil que atuam na região.

Composta por 46 bairros, a região concentra 33,6% da população de Salvador, de acordo com dados do CENSO e a SSP. Estes bairros foram divididos em sete Áreas Integradas de Segurança Pública - AISP, cujas sedes são: Itapuã, Brotas, Boca do Rio, Rio Vermelho, Nordeste de Amaralina, Barra e Pituba.

Entre os dados apresentados destaca-se a redução das ocorrências de Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLI – como resposta ao aumento da produtividade das unidades da PMBA. A região registrou queda de 9,6% em 2015 em relação a 2014, e em contrapartida houve um aumento de 26% nas prisões em flagrante, com destaque para 15ªCIPM/Itapuã com incremento de 76%.

As conduções por policiais militares cresceram em 32%, destacando-se a 40ªCIPM/Nordeste de Amaralina que potencializou em 495% sua atuação. Houve aumento também das armas apreendidas, 23%, e novamente a 40ªCIPM foi destaque com incremento de 167%. Vale destacar ainda que a Rondesp Atlântico foi a melhor colocada entre as CIPTs da capital e região metropolitana em todas as categorias citadas.

Na análise dos números dos primeiros meses de 2016, em comparação com o ano passado, a região registra uma queda de 8,3% nos índices de CVLI. Destacam-se as AISPs Barra e Pituba, que não registraram mortes criminosas até aqui.


Ao final do evento o coronel Anselmo Brandão parabenizou a atuação do policiamento do Atlântico. “Vocês merecem todos os elogios por terem batido a meta de 2015, assim como fizeram em 2014. Porém, mantenham a guarda alta, pois quanto mais atentos estarmos melhores serão os resultados obtidos. Apesar dos números algumas de nossas áreas seguem complicadas, mas controladas por nós”, finalizou o comandante.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]