Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Em breve todas fotos deste evento em nossa fanpage: facebook.com/sitejornalisando - Curta e acompanhe.

Por Edinei Dantas

Após a intensificação das abordagens em blitzen na Bahia em 120%, tendo como consequência a queda dos índices de criminalidade, a Polícia Militar da Bahia segue buscando o aprimoramento técnico para resguardar a segurança de sua tropa e no trato com o cidadão de bem. Com este objetivo, teve início na manhã desta terça-feira (03), no Centro Panamericano de Judô, em Ipitanga, o I Encontro Interestadual de Especialistas em Técnicas de Abordagem Policial. O evento ocorrerá até a próxima quinta (05), e discutirá na teoria e na prática abordagens policiais, levando em conta aspectos jurídicos-legais, culturais, táticos e estratégicos para a formação da doutrina na PMBA, através ainda da troca de experiências com as polícias militares de Sergipe e Alagoas.



Presente na abertura, o comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, participou do primeiro painel e falou do que espera do evento. “Nossa PM tem expertise no tema, e nesse evento buscamos aperfeiçoar e padronizar nossas ações. Queremos profissionais sempre melhores, técnicos, atuando com baixa letalidade e tratando bem o cidadão”, disse ele.

Formado oficial pela PMBA, o comandante geral da polícia militar de Alagoas, coronel Paulo Domingos de Araújo Lima Júnior, também participou do painel inaugural e caracterizou a polícia baiana como celeiro de bons policiais. “Como eu, vários oficiais da minha terra foram muito bem formados na Bahia, e o que sei sobre abordagem aprendi com meu instrutor coronel Anselmo Brandão. Abordagem é a essência da polícia militar. Quando assumi o comando da PMAL observei que no curso de formação a disciplina abordagem tinha a mesma carga horária que direitos humanos, e embora reconheça a importância desta última pedi para ampliar a carga da primeira. O conhecimento técnico da abordagem salva a vida do policial, de seus colegas e de seus familiares”, salientou o coronel Lima Junior.

Para o comandante do policiamento especializado e mediador do painel de abertura, coronel Lázaro, este é um momento chave para especializarmos ainda mais a tropa em abordagem. “Por orientação do comandante geral e sinalização do governo do estado há um incremento grande das ações de abordagem em todo estado. Foram mais de 1,5 milhão de ações de abordagem na Bahia, 424 mil somente aqui em Salvador e Região Metropolitana, provando que a policia militar está atenta e buscando fazer da melhor forma o seu papel para melhor controle da segurança pública”, acrescentou.


As informações colhidas no encontro servirão para atualizar o Manual de Abordagem da PMBA, atualizado pela última vez em 2012, e que será distribuído a todos os centros de formação da nossa corporação.












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]