Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Por Edinei Dantas

Um bom filme que trata das dificuldades, medos e aborrecimentos de uma criança que, após viver alguns anos monopolizando o carinho e a atenção dos pais, vê sua vida mudar com a chegada de um irmãozinho.

Conheço quem já viveu nesta situação, mas eu nunca vivi isso porque cresci junto com minhas irmãs. Quando minha irmã do meio nasceu eu tinha apenas 1 ano e meio e quando a caçula nasceu eu tinha 2 anos e meio, meu pai não esperava nem acabar o resguardo que queria brincar, daí um filho após o outro.

Outro pano de fundo que o filme chama atenção é para uma possível substituição dos filhos pelos Pets, e na história o vilão tenta lançar um cachorrinho fofinho e eterno, para que os “complicados” bebês sejam cada vez mais substituídos por eles.
Entre as frases de efeito utilizadas pela produção está: “Quem sabe faz, quem não sabe supervisiona”. “Eu não sinto falta daquilo que nunca tive”.


Outra característica é de que ele parece ter sido feito para adultos, apesar de o cartaz demonstrar uma animação infantil. Algumas falas são um pouco pesadas para os pequenos.

#Recomendamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]